31 de maio de 2017

CURIOSIDADES

Para quem acha que curiosidades sobre sexo acaba, eu digo que não acaba, sempre acho curiosidades pertinentes para este meu blog, vamos ver o que o sexo vem nos mostrar de curiosidade.

No estado do Mississipi (EUA), é proibido ensinar o que é poligamia;

O beijo mais longo já registrado durou 58 horas, 35 minutos e 58 segundos;

Segundo estudos, dormir após o sexo pode indicar que o seu parceiro está apaixonado;

O Dia Internacional da Prostituta é comemorado no dia 2 de junho;

Alguns pinguins fêmeas trocam favores sexuais com os pinguins machos em troca de materiais para construção de ninhos.

29 de maio de 2017

ZONAS ERÓGENAS NO CORPO FEMININO

As zonas erógenas são pontos do corpo que ao serem tocados de forma correta podem provocar a excitação, então resolvi listar algumas zonas erógenas no corpo feminino e como ativar a excitação.

ORELHAS: Beijar a parte de trás das orelhas é o ponto de partida da excitação, dar mordidas leves nos lóbulos pode ser o próximo passo, a seguir roçar os lábios ao redor do ouvido com lambidas superficiais sobre o canal auditivo vai deixa-la derretida e se quiser apimentar mais é só proferir alguns elogios carinhosos;

NUCA: Respirar perto já provoca arrepios para complementar pode dar beijos, lambidas e mordidas;

SEIOS E MAMILOS: Beijar de leve os seios e apertar delicadamente os seios podem ser  agradáveis e excitantes, mordidas leves, chupadas e apertos com as pontas dos dedos nos mamilos podem fazer a mulher suspirar. Se preferir espalhar chantilly e/ou chocolate derretido sobre os mamilos pode ser prazerosos;

BAIXO VENTRE:  Esfregar suavemente na região entre o umbigo e o púbis já provoca tesão, esse toque pode ser feito por cima da roupa de forma discreta e em local público sem ser obsceno;

PARTE INTERNA DA COXA:  Apalpadas nas coxas perto da virilha pode despertar a vontade de sexo na mulher, estas apalpadas tem que ser sutis para que a mulher sinta um calafrio;

PÉS: Massagear no meio da sola é um ponto que ativa os órgãos sexuais, mas só massagear este local não é o bastante, arrisque caricias e sopros quentes entre os dedos, no canto das unhas e nos tornozelos, isto sim pode fazer que ela solte alguns gemidos, se os pés estiverem limpos pode arriscar uns beijos e algumas lambidas.

O corpo humano é cheio de zonas erógenas, mas não quis colocar todos para este post não ficar grande e cansativo, mas quem sabe eu faço um outro post falando das zonas erógenas no corpo masculino, para isso preciso do apoio de vocês.

24 de maio de 2017

CURIOSIDADES

Sexo é realmente algo que faz ter curiosidades, por que será? Ainda não desmitificamos este assunto, as curiosidades não cessam tanto como coisas corriqueiras como sobre sexo, eu venho mais uma vez compartilhar o que eu achei.

Existia uma lei na França aonde era proibido o homossexualismo e dizia que o homem que fosse provado ser um sodomita devia perder seus testículos, caso ele pela segunda vez fosse provado iria perder seu membro e na terceira vez seria queimado, já a mulher que fosse provada sodomita iria perder um membro cada vez e na terceira seria queimada;

A pornografia diminui a criminalidade, segundo um estudo feito em 1995, no Japão a disponibilidade de pornografia é grande e a violência é pequena;

Os homens passam testosterona para a mulher através do beijo, com isso faz aumentar a líbido dela;

Na Roma antiga, os homens estupradores tinham seus testículos esmagados entre duas pedras;

Só no estado de São Paulo, 18 mil mulheres são estupradas anualmente, aponta estudos;

Homens castrados vivem cerca de 13 anos a mais que os homens não castrados.

17 de maio de 2017

CURIOSIDADES

Mais uma leva de curiosidades, eu ainda não cansei de compartilhar curiosidades e vocês se cansaram de ler? Agora fiquem com o que eu separei para hoje.

Estudos apontam que mulheres que jogam videogame fazem mais sexo;

Existem mulheres que são ruivas somente nos pelos pubianos;

Mulheres peludas sentem mais prazer no sexo;

Há cerca de 3 casos por ano de golfinhos que estupram seres humanos;

Itifalofobia é o medo irracional de ver e/ou ficar de pênis ereto;

Uma lei na cidade inglesa de Liverpool autoriza as vendedoras de lojas de peixes tropicais a fazerem topless;

No estado americano de Louisiana é permitido a prática de necrofilia.

15 de maio de 2017

UM CIGARRO APÓS O SEXO


Dois corpos nus sobre a cama
Cumplicidade de amantes
Cabelos sobre o peito
Uma mão sobre a coxa
Os mamilos ainda estão entumecidos
Uma boca pede a outra
As línguas querem bailar
Sexo com amor e tesão
Um intenso orgasmo aconteceu
Um trago no cigarro para relaxar

ESCREVI ESTA POESIA SIMPLES DE IMPROVISO PARA O POST DE HOJE, POIS EU NÃO QUERIA DEIXAR PASSAR ESSE DIA SEM POST E TAMBÉM SENTI VONTADE DE IMPROVISAR UMA POESIA, EU TENHO UM BLOG AONDE TODA QUINTA-FEIRA POSTO POESIAS QUE ESCREVI HÁ UM TEMPO ATRÁS, EU AINDA NÃO CHEGUEI NAS ATUAIS E QUANDO EU CHEGAR NAS ATUAIS ELAS JÁ NÃO SERÃO ATUAIS, MAS HOJE VOCÊS TEM O PRIVILÉGIO DE CONHECER ESSA POESIA ATUAL. O MEU BLOG É O www.arthur-claro.blogspot.com VISITEM ELE E SE ESBALDEM COM OS POSTS QUE TEM MUITA COISA IGUAL PORÉM DIFERENTE.

12 de maio de 2017

BETTY FRÍGIDA - BLITZ

Na década de 1980 a Blitz lançou esta música sobre a história de uma garota frígida, escutem e aproveitem a sexta-feira.


10 de maio de 2017

CURIOSIDADES

Hoje é mais um dia aonde compartilho com vocês curiosidades, estão preparados? O Sexo é um assunto muito bom para curiosidades, vocês não acham? Poxa me respondam o que vocês acham sobre isso.

O tamanho do clitóris não interfere no tempo para atingir o clímax;

A ereção dura em média entre 3 a 13 minutos, porém isso pode variar de homem para homem;

Seres humanos, golfinhos e algumas espécies de chimpanzés são as únicas espécies que fazem sexo por prazer;

As mulheres ficam 30% mais ativas sexualmente durante a lua cheia;

10% das mulheres possuem cabelo em torno dos mamilos;

Mais de 11 mil pessoas por ano sofrem acidentes por praticar novas posições sexuais.

8 de maio de 2017

DIAS DAS MÃES

No dia 14 de maio de 2017, será comemorado o dia das mães, para isso eu selecionei quatro mulheres que já passaram dos 40 anos e continuam lindas e são mães, estas mulheres são consideradas MILFs*.

Demi Moore

Flávia Alessandra

Monica Bellucci

Antonia Fontenelle

Um Feliz Dia das Mães para todas as mães.

*MILFs: É um acrônimo da língua inglesa formado pelas palavras 'Mother I'd Like to Fuck' aonde podemos traduzir como 'Mães que eu gostaria de transar'.

5 de maio de 2017

AMOR, VINGANÇA E FINALMENTE AMOR

Olá, me chamo Arthur Claro, sou o autor deste conto fictício com pitadas de realidade, convido você (leitor(a)) a ler este simples fato que criei, se acomode aonde te deixe confortável, recomendo se haver masturbação deixe para o final do conto.


Me chamo Isabelle, vou lhes contar uma história de amor, vingança e finalmente amor. Era sábado de manhã, eu lentamente desperto, após uma noite maravilhosa. Permaneço na cama, um pouco sonolenta, mas com os desejos aflorados, por eu estar carente, meu corpo pede umas boas carícias. Fecho levemente meus olhos, coloco delicadamente uma mão em meus mamilos enrijecidos, enquanto a outra entre as minhas coxas brincando com os pelos ralos da minha xaninha gordinha, dedilho meu grelo até explodir em um orgasmo intenso, meu coração entra numa frequência rápida de batimentos, não me contenho e solto um gemido alto, as minhas pernas ficam bambas, retiro a mão da minha xana ensopada e coloco perto do meu nariz, pois quero sentir o cheiro do meu gozo, entro em transe com este maravilhoso cheiro e começo a lamber minha mão melada. Foi assim que começou as primeiras horas do sábado, levanto da cama ainda com as pernas bambas, vou até o banheiro com um passo de cada vez, pois minhas pernas ainda estão bambas, sento na privada e começo a urinar, um jato forte de urina sai que parecia estar guardado por muito tempo, isto faz eu sentir um arrepio do atrito do jato com os lábios gordinhos, essa sensação me deu novamente tesão, termino de urinar, levanto dou a descarga, ligo o chuveiro para tomar banho, assim aproveito e lavo a minha xana, regulo a água para ela ficar numa temperatura morna, entro embaixo da água deixando-a me molhar da cabeça aos pés, começo a tocar novamente cada milimetro do meu corpo, aliso meus seios que não são enormes, mas são medianos que até o momento ninguém reclamou, ainda estou com os mamilos enrijecidos, tombo de leve a cabeça para a direita para que a água molhe meu pescoço, isso finjo receber beijos molhados e demorados, acaricio a minha bunda que é macia porém um pouco dura, pois faço alguns exercícios para os glúteos aqui em casa mesmo, coloco um dedo perto do meu ânus e sinto ele piscar pedindo algo para preenche-lo, nossa que delícia imaginar ser pega por trás, então pego o sabonete e lentamente vou ensaboando meu corpo, lavo a minha xana por fora, decido deixar ela lisa, mesmo ela não tendo muitos pelos, pego a gilete e delicadamente passo a lâmina sobre os pelos que vão saindo, fico lisinha, lavo novamente por fora e depois pego o sabonete íntimo e limpo a minha xana gordinha, para tirar o sabão ligo o chuveirinho que com um jato leve porém contínuo vai tirando o sabão e massageando minha xana, ainda estou excitada, resolvo sentar no chão e ficar brincando com o chuveirinho, novamente começo a me masturbar, tenho outro orgasmo intenso e as minhas pernas ficam de novo bambas, me apoio na parede do banheiro e me levanto, desligo o chuveiro, me seco e vou me trocar, visto uma blusinha preta bem decotada para valorizar meus seios que são amparados por um sutiã preto com desenhos de caveiras, coloco uma saia jeans curta e não coloco calcinha, passo um perfume bem suave, calço sandálias rasteirinhas, estou pronta para tomar meu café da manhã na padaria da esquina, estou com um sorriso de satisfação e não disfarço. Chegando na padaria sento numa banqueta perto do balcão, peço um pingado (café com leite) e um misto quente, fico olhando para a TV enquanto espero o meu pedido chegar, um velho adentra a padaria e fica me observando com aqueles olhos senis que já virão de tudo no mundo, menos me ver, pois não parava de olhar, não me Incomodo com isso, ao contrário amo ser desejada, não importa a idade ou a pessoa que fica me comendo com os olhos, nisso meu pedido chega e eu começo a fazer meu desjejum, acabo de comer e na hora que vou pagar o velhote se antecipa e diz que ele pagaria pra mim, agradeço a safadeza, digo a gentileza com um beijo no rosto enrugado dele, ele abre um sorriso e diz: 
- Que dia bom, começou bom este sábado. 
Sorrio de volta e saio da padaria, vou fazer algumas compras de roupas, pois estou precisando renovar meu guarda-roupas, caminho sozinha sendo observada por todas as pessoas que estão na rua, entro numa loja, a atendente chega com um sorriso lindo como ela, ela é morena, possui dois maravilhosos seios enormes, parecem naturais, uma bunda também grande bem empinada,
pois ela usa uma calça de lycra que levanta a sua bunda e marca a sua xana, fico hipnotizada, ela tem uma voz calma, ela me oferece ajuda e eu atônita com a beleza dela, despenso a gentileza, ela sorri e revela seu nome que combina com a sua beleza, ela se chama Linda. Fico olhando alguns vestidos curtos, pego um preto e um florido para experimentar, vou em direção aos provadores, no caminho sou surpreendida por Linda encostada no balcão empinando mais a sua bunda que me fez perder o rumo, entro numa cabine, fecho a porta, começo tirando a minha blusinha, depois tiro a saia, sinto a brisa gelada do ar-condicionado bater na minha xana, dou uma tremedinha, me excito, passo a mão de leve só para não ficar na vontade, visto primeiro o vestido preto, ele fica perfeito, ele acompanha o contorno das minhas curvas, fico me admirando no espelho, tiro-o e visto o florido, este fica bom, mas não me agrada, tiro e me visto com as minhas roupas, deixo separado o vestido preto que com certeza vou levar, vou procurar algumas calças de lycra para fazer caminhada, encontro uma rosa que parece ter piscado pra mim e dito me experimente e me leve, não pensei duas vezes, peguei ela, por incrível que pareça era a única peça rosa e do meu tamanho, pego para garantir e vou experimentar para não ter dúvida, entro na cabine, tiro minha saia e novamente me arrepio com o ar-condicionado, visto a calça e ela ficou perfeita, ela até marcou a minha xana gordinha, deixando aquele pacotinho, formando aquele capô de fusca, dou um sorrisinho de satisfação, nisso Linda se aproxima da minha cabine e pergunta se tava tudo bem e se tinha dado certo com a calça, respondo afirmativo, ela então pede pra ver, eu de bate pronto, abro a porta para que a bela Linda me visse, ela me olha de cima até embaixo, nada discreta olha para a minha xana, ela me elogia, comenta do contorno 3D apontando para a minha xana, demos uma risada discreta e então volto para dentro da cabine, nisso Linda pergunta se quero ajuda, aceito, pois fiquei com vontade de faze-la ver a minha xana de perto e quem sabe sentir a sua língua, ela entra na cabine e aí tranco, foi o sinal para a Linda revelar que queria me beijar desde que entrei na loja, começamos a se beijar com muito amor e tesão, parecíamos namoradas que fazia muito tempo que não se via, ela acariciava meus cabelos com uma mão e com a outra tateava  a procura da minha xana, eu vi que ela não achava tiro a calça para facilitar e guio a mão sedenta dela, finalmente ela encontra, já coloca dois dedos sem pedir permissão, dou uma tremida e abro um pouco as pernas em sinal de continua, ela me beija e me masturba devagar para que eu não goze rápido, eu puxo os cabelos dela e fico gemendo no ouvido dela, isso faz que ela aumente o ritmo da masturbação, dou uma mordida de leve na orelha dela, ela tira os dois dedos da minha xana ensopada, se ajoelha, lambe os dedos úmidos da minha excitação, olha pra mim como se implorasse para poder me chupar, eu nunca nego receber uma chupada, olho pra ela, abro mais as pernas, ela sedenta cai de boca na minha xana, passa a língua por toda a extensão, toca meu grelo com a ponta da língua, me contorço toda, ela é muito habilidosa, começo a gozar na boca dela, ela vai limpando todo o meu gozo sem perder uma gota, finalizado esse oral maravilhoso, ela se levanta e me beija, sinto o gosto do meu gozo, coloco a minha saia, ela sai discretamente da cabine, fico me recuperando, saio da cabine com as pernas bambas, vou até o caixa para pagar as roupas, pago tudo certo, estou indo para a porta quando uma mão toca meus ombros e diz: 
- Muito bonito, heim?
Respondo virando o rosto para ver quem estava falando comigo: 
- Obrigada, sei que sou bonita. 
Quando vejo a pessoa que estava falando comigo, é um senhor gordo, de bigodes, careca e aparentando ter 70 anos, ele retruca: 
- Sim, você é bonita, mas o que eu quero dizer é sobre o que você e Linda fizeram na cabine do provador. 
Faço uma cara de não estar entendendo o que ele estava dizendo, mas não sortiu efeito, pois ele esta com uma cara fechada e braços cruzados, me olhando de baixo para cima com um olhar de fúria, então diz: 
- Eu sou o dono dessa loja, estava na minha sala e vi pelas câmeras você e a Linda se pegando na cabine do provador, não nego que fiquei excitado com a cena, mas também não posso admitir esse ato libidinoso na minha loja, vocês podem ser presas por isso, mas tem um porém... 
Ao dizer que tem um porém, eu logo imaginei, como uma ninfomaniaca senti vontade, porém senti um pouco de asco. Ele continuou falando:
- ... Como fiquei mais excitado do que bravo com o que vi, quero que você e Linda me encontrem hoje ás 17 horas aqui na loja, eu já avisei ela, aguardo vocês. 
Sorrio um sorriso amarelo, saio da loja, caminho sem rumo, porém estava com aquela proposta nojenta, daquele velho que tem a idade para ser meu avô, me lembro de um amigo velho que há 1 ano atrás me encontrou parada numa esquina numa noite de domingo e veio falar comigo, este amigo era mais gentil, não era asqueroso, ele teve atitudes educadas, se mostrou mais interessado em me respeitar, me conhecer e até mesmo ser meu amigo, passamos esse dia conversando e se conhecendo, fomos ganhando confiança mutuamente, depois desse dia sempre conversávamos, ele ia até em casa e eu nunca na dele, nem precisava, pois me sentia bem com ele ir até a minha casa, foi numa noite que ele revelou que tava com vontade de transar comigo, fiquei surpresa, porém também estava com essa vontade, então foi nessa noite que transamos loucamente saciando nossos desejos, então todas as noites conversávamos e terminava a noite com orgasmos múltiplos e mútuos, foi numa outra noite dessas que ele se atreveu mais um pouco, sugeriu em sermos dono e escrava, uma relação sadomasoquista, porém não muito dolorosa, mas com pitadas de sofrimento, por ele me excitar bastante concordo, ele não me deixava se tocar para gozar, se ele visse a minha xana babando de vontade de gozar, já pedia para mim me enxugar, eu ficava triste, porém tinha aceitado ser fiel e respeitar as ordens dele. Então ficávamos todas as noites mesclando sexo convencional com sexo um pouco mais pesado, foi de súbito como ele apareceu pra mim, ele teve que se ausentar por motivos de viagens à trabalho, eu também não tinha tempo nem pra mim, tinha meu trabalho e os afazeres domésticos. Me desculpem esse devaneio nostálgico de lembrar do Lucrécio. Voltando para o presente, chego numa loja de lingerie, resolvo entrar só para comprar algumas calcinhas, por mais que eu prefira não usar, mas tem ocasião que uma calcinha bem usada pode excitar e distrair olhares, estava vendo algumas calcinhas fio dental quando sinto um arrepio, não sei bem o que é, mas tenho a sensação que Lucrécio me observa e que está por perto, volto a ver as calcinhas quando uma mão encosta na minha bunda, a barba por fazer roça a minha nuca e a voz rouca diz: 
- A putinha tem hora livre para um velhote? 
Me arrepio por ouvir a voz do meu dono que há meses não via, paro de ver as calcinhas, viro e beijo ele sem pestanejar, ele me ajuda a escolher as calcinhas e ainda paga por elas, vamos para a minha casa, no caminho conto da cantada do velho na padaria, da chupada de Linda e a proposta nojenta do velho da loja, conto tudo nos mínimos detalhes, pois gosto de que ele saiba tudo, ele só me escuta sem me julgar, é por isso que ainda amo ele. Já em casa vou preparar um almoço pra nós comemorarmos o retorno dele, ele pede para mim cozinhar nua, como só ele sabe pedir, eu toda safada tiro a saia, a blusinha e o sutiã, ele me observava com aquele olhar de tesão, coloquei a água para ferver para fazer o arroz, a lasanha semi pronta no forno, sim o almoço seria simples, pois não tinha muita comida em casa, precisava fazer compras no supermercado. Enquanto as comidas não ficavam prontas, eu fui beber leitinho do meu macho, me ajoelhei diante dele que está sentado numa cadeira de praia, tiro o pau dele pra fora da calça, toco uma punheta de leve para recordar da grossura dele, ele possui um pau mediano (15 cm de comprimento) porém é grosso, eu sofri nas primeiras vezes que transamos, mas depois viciei, passei a língua na cabeça do pau dele, ele se contorceu, passo a língua no saco dele, dou uma chupada nas bolas dele, ele adora quando coloco as bolas dele na boca e toque uma punheta, tiro a boca das bolas e caio sedenta no pau dele, chupo até ele gozar me dando aquele leitinho que estava com saudades, limpo o pau dele sem perder uma gota, levanto e vou tirar as comidas do forno e então almoçamos, então depois ficamos deitados nus no sofá para relaxar um pouco, acabamos adormecendo, as horas parece ter corrido, acordo lentamente para que meu amado não acorde, vou até o banheiro lavar o rosto, lavo o rosto e faço xixi, nisso que estou indo me trocar para o encontro asqueroso, meu amado dono acorda e já grita para saber aonde estou, do meu quarto respondo, ele então permanece nu no sofá, eu então coloco um vestido não muito comprido amarelo bem claro, não coloco sutiã e nem calcinha para provocar aquele velho nojento, passo pela sala dou um beijo bem excitante no meu amor e digo que em breve volto, peço que ele se vire com a janta, que eu tragaria a sobremesa, peço que ele se sinta a vontade e me esperar, ele demonstra que vai mesmo me esperar. Saio pensando o que será que o velhote quer, caminho sem pressa de chegar, chego na loja e sou recepcionada pela espetacular Linda, ela estava com a mesma roupa, puderá o canalha não deixou ela ir embora, mas sua face tinha um sorriso diferente daquele ao me ver mais cedo ou daquele após me fazer gozar, entrei e Linda fechou a porta, nisso aparece o boçal dizendo:
- Eu acreditava que você não viria, mas fico feliz por mostrar honrar compromissos. Vejo que veio de vestido por imaginar o que virá não é? 
- Talvez, eu vim por medo do que você possa fazer com a Linda do que pra mim. 
Nisso Linda me olha com brilho nos olhos como se eu fosse a sua heroína e que ele fosse o bandido, retribuo o olhar. Ele continua a falar: 
- Bom, vamos ao que interessa. Eu passei essas horas que passaram pensando sobre o que poderia fazer com as duas, com a Linda eu já sei, mas com você não sei ainda. 
Então nisso chega perto de mim e alisa meus cabelos com aquelas mãos trêmulas, eu não me mexo para poder ver até aonde ele quer chegar, ele então diz que vamos até o escritório dele, ele nos conduz, o escritório fica no andar superior da loja, ao chegar vejo que tem uma parede de vidro, ele ordena que Linda tire a roupa, enquanto ela vai se despindo, ele me leva até a parede de vidro, então vejo as cabines do provador feminino, então entendo como o safado nos observou, foi então que o safado alisa a minha bunda por baixo do vestido, sinto a sua mão gélida, ele suspira por sentir a pele macia da minha bunda, ele não esperava por isso, Linda esta nua e se aproxima de nós, vejo seus seios fartos, a sua xana com um montinho de pelos, nossa como ela é maravilhosa, fico excitada só de vê-la, o velho levanta meu vestido verificando que estou realmente sem calcinha, então para ajuda-lo tiro o vestido e fico de frente pra ele, ele vê a minha xana gordinha peladinha, ele delira com a visão que esta tendo, duas mulheres gostosas nuas na sua frente, ele então abaixa as calças e então ordena que eu e Linda se apoiassem na mesa dele arrebitando a bunda, obedecemos, ele se aproxima e começa a passar aquele pinto murcho na nossa bunda alternadamente, fico um tanto excitada, Linda demonstra incomodada com a situação, ele pega os cabelos morenos de Linda como se fosse uma rédea e enfia sem dó no cuzinho dela, ela grita bem alto, enquanto ele vai enfiando o pau dele até o talo, fica passando um dedo na entradinha do meu cuzinho que piscava pedindo penetração, Linda nunca tinha recebido um pau no seu cuzinho, ela me confidenciou depois, o velho ordena que eu beije a Linda para fazê-la parar de gritar, então obedeço mais do que depressa, ao tocar nossos lábios Linda acalma se entregando ao beijo, as nossas línguas ficam dançando num ritmo que não queríamos ter fim, o pau do velho estava completamente dentro dela, ele começou a dar umas bombadinhas e Linda acompanhava rebolando, ele se movimentava para trás e para frente e ela da direita para esquerda me beijando, o velho tira o pau com toda a força que tem, fazendo que ela morda meus lábios, ela me pede desculpas, ele volta a colocar no cuzinho dela que vai recebendo mais tranquilo aquele pau, o velho percebendo isso fica nesse tira e coloca até que começa a gozar, ele enche o cuzinho dela de porra e ordena que eu lamba toda aquela porra deixando o cuzinho limpinho e que Linda chupe o pau dele para limpá-lo, começamos a "limpeza", o cuzinho da Linda tava um pouco alargado, mas nada tão terrível, tava um pouco vermelho da fricção, passo a língua retirando aquela porra quente, enquanto Linda entre um gemido e outro chupa o pau do velho, acabo a minha parte e fico observando a Linda engolindo vorazmente o velho que virava os olhos a cada chupada, Linda deixa o pau dele novamente duro, porém sem uma gota de porra, estamos os três um tanto exaustos resolvemos dar um tempo para descansar e depois continuar. Eu e Linda resolvemos ir no banheiro, enquanto o velho ficou sentado na sua mesa retomando o fôlego, no banheiro eu sento no vaso sanitário, começo a fazer xixi e então Linda diz: 
- Este canalha tirou a virgindade do meu cu, eu nunca quis fazer anal com ninguém e vem esse parvo colocando o pau sem cerimônias e sem muita excitação, só relaxei quando você começou a me beijar, além do mais, ele ficou a tarde inteira me observando para ver aonde eu estava. 
- Calma querida, ele vai se surpreender. Eu disse levantando do vaso e limpando a minha xana, Linda também se aliviou da vontade de fazer xixi, retornamos para o escritório fazendo brincadeirinhas para provocar o velhote, agarro Linda pela cintura, beijo a sua nuca, puxo seus cabelos e ela geme só para me excitar mais e o velho também, deitamos no chão,  começamos um 69 delicioso, deixando ele só observando a minha bunda, a língua da Linda entrava na minha xana profundamente, ela mordiscava os meus lábios vaginais, nossa eu via estrelas a cada mordiscada, eu fazia o mesmo e enfiava um dedo para aumentar mais o prazer, ficamos assim por um bom tempo sem gozar, pois não queríamos gozar tão já, o velho ficou um pouco irritado, pois queria enfiar o pau em uma de nós, eu percebendo isso paro de chupar a Linda e caio de boca no pau dele só para agradá-lo, fico assim até que o pau fica no limite da rigidez, paro e começo a dizer:
- Você já comeu um cu a força hoje, agora é a minha vez. 
Ele fez uma cara de safado achando que vai faturar o meu cuzinho, mas eu já tinha em mente outra coisa, me levanto e pego a calcinha preta da Linda. 
- Eu vou te vendar para que você só sinta sem ver o que está acontecendo, ok? 
- Ok. Disse o velhote todo animado. 
Amarro a calcinha tampando os olhos dele, com a camisa dele amarro as mãos dele e começo a chupá-lo, ele vai delirando com a minha boca, olho para a Linda e ela parece irritada querendo matar o sujeito, paro de chupar, fico só masturbando, Linda sai do escritório e vai até a cozinha, ela retorna com uma faca, me assusto sem demonstrar muito para não levantar suspeita, paro de masturbá-lo, vou sentar no colo sou interrompida por Linda que só me olha como se dissesse"não, para com isso e deixa comigo", após dessa interpretação do olhar paro e dou lugar a ela, o velhote começa a reclamar da pausa, mas Linda chega perto dele e diz: 
- Agora vou fazer algo que você jamais vai esquecer. 
- Bom, adoro putas decididas e que sabem me surpreender. Responde o velho com um sorriso de orelha a orelha.
Linda então com a mão esquerda masturba levemente ele e com a direita segura a faca, ele tava delirando de tesão quase gozando e num golpe certeiro corta o pau do velho bem na base, o velho grita alto xingando, proferindo palavrões e sangrando em abundância, eu começo a me trocar e a procurar a chave da porta da loja, nisso vejo Linda com um sorriso maligno dando com o cabo da faca na cabeça do velho que desmaia, nisso ela desamarra ele da cadeira e o coloca apoiado na mesa dele com a bunda empinada (exatamente do mesmo jeito que estávamos, quando ele penetrou o cu dela sem avisar), ela pega o pau que está no chão e introduz no cu do velho, ele não encontra dificuldade, pois o velho bancava de machão, mas já não tinha mais as pregas do cu, eu já vestida encontro a chave e falo para Linda limpar o corpo dela que estava ensanguentado, ela então pega as roupas dela e vai no banheiro se limpar, ela se veste e saímos da loja. Vamos caminhando tranquilamente como se nada tivesse acontecido, ela me beija e agradece por eu ter aparecido de manhã e agora no fim da tarde, eu só dou um sorrisinho de apaixonada, paramos em um telefone público e ela disca para a polícia e diz: 
- Quero avisar que vi uma movimentação estranha na loja D'Lírios, acho que está sendo assaltada. 
Ela desliga e partimos para a minha casa, no caminho conto que Lucrécio esta em casa e que ela não precisa ter medo dele, pois ele é um velho amigo muito simpático. Chegando em casa somos recebidas com um cheiro de pizza, Lucrécio tinha encomendado umas pizzas pra nós, apresentei a Linda para o Lucrécio e vice-versa, comemos até se sentirmos satisfeitos, conversamos sobre tudo menos do que tinha acontecido na loja, eu saio da mesa para levar os pratos e os talheres para a pia, Linda me acompanha com as caixas de pizza para jogar no lixo, ao chegarmos na cozinha ela diz: 
- Seu amigo é muito gentil. 
- Eu te disse, mas vamos evitar falar do que fizemos lá na loja, ok? 
- Ok. 
Ela me beija na boca para selar o juramento, voltamos para a sala e continuamos os três conversando, estávamos sentados no sofá eu, Lucrécio e Linda, ele estava bem contente de estar no meio de nós duas, percebi pelo sorriso e também pelo volume que possuía na calça, mas não comentei nada, foi então que Linda se levantou e foi até o banheiro, eu e Lucrécio continuamos sentados conversando, então digo: 
- Eu estou vendo que você se animou com a Linda, ela pode ser a sua sobremesa, mas vá com calma, pra ela não assustar. 
- Eu não disfarço mesmo que estou com tesão, então quando ela voltar vou dizer o que estou sentindo. 
Nisso ela volta e diz: 
- Sentindo o que? 
- Eu estou sentindo um tesão enorme por ter a companhia de duas gostosas. 
- Que bom, pois eu vi o volume na sua calça, fiquei louca para chupa-lo, posso? Disse Linda com uma cara de safada. 
Lucrécio nem responde e Linda tira a calça, a cueca e se ajoelha caindo de boca no pau dele, enquanto eu tiro meu vestido, ficando completamente nua, tiro a camiseta dele e depois tiro a roupa da Linda, ficamos os três pelados, Lucrécio fica chupando meus peitos e acariciando a minha xana, eu fico beijando a nuca dele, depois Linda fala pra ele deitar no chão, ele deita, ela senta no pau dele, o engolindo com a xana gulosa, eu sento na cara dele para ele ficar me chupando, enquanto eu e Linda fica se beijando e rebolando, ficamos por um bom tempo assim e então Lucrécio começa a me chupar mordiscando o meu grelo, dou um gemido que fez a Linda cavalgar com mais intensidade, foi então que gozei na boca do meu amor, ele limpava todo o meu orgasmo provocando mais uns três seguidos, exausta saio de cima dele, beijo a boca dele e caio deitada ao lado deles, os dois continuam transando quando num gemido Linda anuncia que vai gozar e começa a ter contrações gozando loucamente no pau de Lucrécio, ela também tem orgasmos múltiplos, ela também sai de cima dele caindo do outro lado, ele mesmo exausto se levanta e começa a se masturbar e logo começa a gozar jorrando todo o seu leitinho na minha cara e na cara da Linda, depois ele se deita no sofá, nós três dormimos. Foi assim que aconteceu a história de amor, vingança e finalmente amor.

Quero agradecer a leitura, espero que este conto te proporcionou tesão e que te deixou com vontade de retornar a ler mais contos escritos por eu. A imagem que ilustra este conto, eu achei no Google e editei no PicsArt. Beijos e abraços, até a próxima.

3 de maio de 2017

CURIOSIDADES

Mais uma lista de curiosidades, para vocês verem que o mundo é tão curioso.

A China fatura em dólares o valor de US$27,40 bilhões em pornografia;

Na antiga Grécia, os pênis pequenos e eretos eram admirados pelas mulheres, enquanto os grandes eram considerados antiestéticos;

Na Roma antiga, os homens colocavam a mão direita nos testículos ao fazer um juramento, daí que vem a palavra testemunhar.

Os homens da tribo dos Walibri cumprimentam-se com o pênis e não com as mãos;

Na Índia o suco de romã é usado para combater a esterilidade;

A pena de morte pode ser utilizada na pessoa que for pega vendo pornografia na Coréia do Norte.

1 de maio de 2017

SIRIRICA BABY - VELHAS VIRGENS

Fiquei uma semana sem postar por falta de tempo, mas hoje estou de volta trazendo uma música da banda Velhas Virgens e quero dizer que em breve teremos mais posts. Aproveitem este dia do trabalho.